Você deve concordar que estar presente na internet é indispensável para qualquer organização ou pessoa que queira promover algum serviço ou produto. E nesse cenário, a presença digital e o marketing de conteúdo para empresas vêm sendo cada vez mais essencial.

Com consumidores e usuários cada vez mais informados, exigentes e com inúmeras possibilidades de comparação e escolha pela internet, é preciso se diferenciar dos concorrentes e essa é uma ótima estratégia. Para isso, é preciso um redator web, que vai elaborar um bom conteúdo. Continue lendo para saber mais.

Marketing de conteúdo para empresas: o que é

O Marketing de conteúdo é uma estratégia de marketing para atrair o interesse da persona com informações úteis e relevantes, que agreguem à vida de quem está lendo. Muitas vezes, o público também pode ser educado sobre um problema que nem sabe que tem, e então descobrir através do seu conteúdo (cuja solução pode ser o que sua empresa tem a oferecer).

A ideia não é simplesmente vender ou anunciar o produto, até porque isso muitos já fazem e poucos se destacam, mas sim oferecer conteúdo de qualidade para conquistar e engajar as pessoas. O marketing de conteúdo ainda contribui com a estratégia de branding, já que gera uma percepção positiva em torno da marca.

Mesmo antes da era digital o marketing de conteúdo para empresas já era feito, como através de revistas. Um exemplo ilustre é o Guia Michelin, que foi lançado no final do século XIX pela fabricante de pneus francesa Michelin. A ideia era estimular as pessoas a viajarem de carro, dando dicas de viagem, ensinando como trocar o pneu, oferecendo mapas e boas referências para alimentação e estadia. Tudo isso ajudava os consumidores, mas também trazia outro resultado: o aumento na venda de carros e de pneus.

Hoje o marketing de conteúdo também está no digital, e o redator web tem um papel muito importante nesse sentido, desenvolvendo textos acessíveis, interessantes de ler e que façam a diferença para as pessoas. Ao mesmo tempo usando técnicas de SEO (Search Engine Optimization) e do funil de vendas.

Como fazer marketing de conteúdo para empresas

Como já foi dito, ele consiste em produzir conteúdo que agregue para o público. Blog posts, posts em redes sociais, newsletters e e-books são alguns dos meios digitais onde podemos usar o marketing de conteúdo, canalizando sutilmente a persona para outras etapas do processo de decisão de compra.

Quem faz o planejamento de conteúdo deve pesquisar as dores da persona e os temas que os interessam, e essa busca pode ser feita de várias formas, como através de questionários, por palavras-chave mais procuradas nas páginas de busca e em comentários deixados em publicações de redes sociais, só para citar alguns exemplos.

Com a pauta e as referências de sites para pesquisa em mãos, cabe ao redator fazer o texto em uma linguagem adequada e acessível à persona. Nesse sentido, também é preciso adequar o formato do texto de acordo com o meio, já que em redes sociais a comunicação ocorre de forma diferente de como seria em um artigo de blog.

redatora web trabalhando marketing de conteúdo para empresas em laptop
Por drobotdean

Vou especificar um pouco como fazer marketing de conteúdo para artigos, já que leva técnicas mais complexas. Algumas recomendações são:

Use técnicas de SEO

Na produção de artigos para blog, o ideal é utilizar técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que ajudam a página a ter mais probabilidade de ser encontrada em páginas de busca como o Google. As técnicas de SEO são:

  • bom conteúdo;
  • utilização correta de palavras-chave;
  • parágrafos curtos;
  • uso de heading tags;
  • imagens com alt text;
  • imagens leves;
  • título e meta descrição.

Use o funil de vendas

funil de vendas é um conceito de marketing que traz uma representação dos estágios que o cliente pode percorrer até a decisão de compra, e o redator web deve adequar o texto de acordo com o momento dessa trajetória. Se considera que o funil de vendas tem 3 etapas, que são:

Topo do funil: aprendizado e descoberta

É o momento em que a pessoa não está procurando por nenhum produto e não tem nenhuma demanda consciente. O redator, então, deve despertar seu interesse através do conteúdo, atraindo sua atenção, que pode ser por um blog post.

Esse conteúdo deve ser leve, de fácil consumo, embora com informações relevantes. A partir daí, ela pode virar um lead, ou seja, fornecer seus dados de contato em troca de mais conteúdo.

Meio do funil: reconhecimento do problema / consideração da solução

Nessa etapa, a pessoa teve acesso às informações e descobriu que tem uma necessidade a ser suprida. Ela vai buscar como solucionar esse problema, e o redator precisa focar em apresentar dicas que possam ajudá-la na resolução, levando-o ao produto ou serviço oferecido pelo contratante.

Em geral, quando entra nesta etapa, o usuário tornou-se um lead e precisa receber mais informações relevantes, que pode ser feito com um e-book, que aprofunda um conteúdo anterior, por exemplo. Também pode ser feito em um webinar, que é uma transmissão em formato de vídeo.

Fundo do funil: decisão de compra

Chegou o momento de falar do produto ou empresa. O possível cliente já está na fase de decisão de compra e precisa de um “empurrãozinho”. É um bom momento para apresentar depoimentos de clientes satisfeitos, demonstrações do produto e os benefícios que ele oferece aos seus clientes.

Vantagens do marketing de conteúdo para empresas

Não é à toa que tantas empresas vêm adotando o marketing de conteúdo como estratégia, e quem ainda não utiliza deve atentar para o assunto, pois é um método que traz muitos benefícios para ambas as partes. Aqui vão alguns:

  • mais tráfego ao site;
  • maior proximidade com o cliente;
  • aumento do engajamento;
  • maior reconhecimento da marca
  • aumento de autoridade no assunto;
  • acesso do público a maior conhecimento e informações;
  • geração de vendas futuras.

Vale lembrar que é um trabalho que exige alimentação constante e que os resultados são vistos a médio e longo prazo. O marketing de conteúdo para empresas é um mundo de informação que vale a pena aprofundar ou delegar para quem já é especializado no assunto. Assim, os seus resultados serão bem melhores.

Ficou alguma dúvida? Pode deixar nos comentários.